Eneaotil

A criança mais legal do mundo

Enquanto a inspiração não vem, esse é um post que escrevi no Indecências, quando o Luquinhas tinha 5 anos. Hoje ele está com quase 7 e já faz natação há um ano e meio. Mas ainda não é lá essas coisas…

**

Se a natureza me desse a oportunidade de escolher quão legal poderia ser meu filho quando ele viesse ao mundo, certamente eu não teria pedido uma criança como o Lucas. O moleque supera todas as expectativas e jamais eu teria imaginado alguém tão legal quanto ele é. Não é coisa de mãe.

Veja bem: decidi colocar o meu filho na natação e comecei a pesquisar preços e escolas da região. Em bairro de burga, duas vezes por semana para uma criança bater os pezinhos na água não sai por menos de R$ 120,00. Isso se você, mãe de primeira viagem, desconsiderar que meninos e meninas pequenos não fazem uma atividade por muito tempo e resolver fechar um plano anual que te dá um desconto. Lá pelo quinto cheque é dinheiro jogado fora.

Enfim, a mais perto de casa, que evita condução de ida e volta, é a mais cara de todas. E não é que o lugar onde moro é o melhor do bairro burga, nem nada. Aqui até alaga. É a Lei de Murphy. E aceitando que a Lei de Murphy é a única que não dá para ser burlada, resolvi fazer lá a inscrição da criança. A atendente logo me alertou:

– A primeira aula é a aula teste! Só para saber qual é o nível do seu filho.

Se ele realmente puxou à família, o nível é baixíssimo. Na água, deixando bem claro. A herança de nadar como um machado sem cabo passa de geração para geração. Foi assim com a vovó, a mamãe e eu.

– E precisa comprar uma touca! E óculos de piscina! E não pode vir com sunga de outra academia!

Tudo bem, tudo bem… Passei o fim-de-semana lembrando meu filho de que segunda-feira era a aula teste.

– A aula em que você tem que mostrar TUDO o que sabe para a professora.

Afundar a cabeça e bater os pés na água. Foi o que chegou mais longe do clã Martin de Macedo. E eu pilhei o menino o dia todo, o fim-de-semana todo e ele realmente ficou bem empolgado para a primeira aula teste.

O meu castigo foi ser acordada às 6h10 da manhã:

– Está na hora da natação?

– Não…

– Amanhã tem aula de natação também?

– Não…

– Eu posso viver debaixo da água para o resto da vida?

– Não…

E de 5 em 5 minutos, Luquinhas ia ao relógio olhar se já estava na hora marcada. Nove da manhã, nos arrumamos: ele colocou a sunga, o chinelo, o roupão de vaca, a toca de silicone e foi para a academia de mãos dadas, pulando, rindo, gritando e com a cabeça toda esmagada e amassada.

Lá, esperou quinze minutos esmagando o nariz contra o vidro para enxergar mais de pertinho as crianças que estavam em aula. Aí a professora fez um sinal e o chamou lá para dentro. Era chegado o grande momento. E ele pulou na piscina com toda a vontade do mundo…

… para exatos dois minutos depois a professora tirá-lo da piscina, dar dois tapinhas em sua bunda e mandá-lo para mamãe. DOIS MINUTOS! DOIS MINUTOS!!!! Tudo o que ele tinha planejado e imaginado e se entusiasmado foi-se em dois minutos. Mais demorado que um espirro, mais rápido que dor de barriga!

Se eu tivesse a idade do Lucas, com certeza eu teria chorado, gritado, esperneado. Não saberia lidar com essa frustração nem se eu tivesse a idade que tenho hoje, se quer saber. Mas ele saiu firme e forte da piscina. Colocou o roupão, calçou o chinelinho, atravessou a ducha e me disse, com o maior sorriso do mundo:

– Muito legal a aula de natação, mamãe!

Humildade é isso aí.

16 comentários em “A criança mais legal do mundo

  1. 11 setembro, 2008

    Adorei! Já tinha adorado o post anterior, não acredito que uma criança possa ser tão rápida!

    Conheci seu blog a pouco tempo e já viciei!
    Parabéns!

  2. FabioTNT
    11 setembro, 2008

    hhaha q coisa naum! Luquinhas eh Luquinhas! rs
    Vc eh chorona! kkk

  3. BK
    11 setembro, 2008

    ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh, que demais! seu filho é o máximo hein! sou fanzona dele!

    bjs, BK

  4. RodOgrO
    11 setembro, 2008

    HAHAHAHAHAHAH

    O moleke é fogo, vê o lado positivo em tudo! Acho que na idade dele na época, uma aula de 2 minutos tá bom pra conseguir manter a atenção, nénão??? ;)

  5. nat
    11 setembro, 2008

    Incrível! Você poderia sim colocar umas dicas, ou mesmo, fazer um livro de auto-ajuda ‘Como educar seu filho para ele se tornar o segundo mais legal do mundo’ :P

  6. juli
    11 setembro, 2008

    afora o fato do moleque ser incrível
    e isso que você escreveu uma delícia,
    meu! tá rolando uma coisa no universo
    porque a falta de inspiração reina!!!
    passo horas na frente dessa porra e nada.
    mas ainda te amo.
    baci

  7. Anonimo
    12 setembro, 2008

    Gosto muito do q vc escreve. Acho que o estilo é prosa, mas pela emoção chamo de poesia.
    Da pra imaginar o turbilhao que vc tava sentindo nos ultimos paragrafos… O filhote, claro, nem ligava, ocupado somente em ser feliz…
    TD de bom!

  8. Wladimir
    12 setembro, 2008

    Leonor,

    Acredito em Deus. Acredito que todo o universo foi criado pelo simples poder de Sua palavra. E acredito tambem que Ele jamais se engana. Porem, tambem sou pai de uma menina que eu nunca, nem em meus sonhos mais malucos, imaginei que pudesse ser tao maravilhosa. Tambem comigo acontece de ela exceder qualquer expectativa que eu imaginei. E digo pra voce com muito mais experiencia (sou pai ha 13 anos! rsrsrs…): o ato de babar em cima da cria piora muito com o tempo!!!
    Filhos? Isso foi a melhor invencao de Deus!!!!!!

  9. Wladimir
    12 setembro, 2008

    … me empolguei e nao terminei meu raciocinio.

    Disse tudo isso pra falar que as vezes eu chego a imaginar que Ele talvez tenha se enganado e entregue a Ana Carolina pra mim ao inves de uma outra que eu merecesse.
    Mas Ele nao se engana. E os filhos da gente sempre sao os melhores do mundo, mesmo sem a gente acreditar que mereca.

    Deus abencoe o Lucas e sua familia bacana.

    Beijao.

  10. Ana Lacerda
    12 setembro, 2008

    Eu definitivamente sou APAIXONADA pelo Luquinha!
    Bjoooooooos

  11. jv
    12 setembro, 2008

    caramba, esse guri não existe…

    demais, demais.

  12. Beijomeliga
    12 setembro, 2008

    Eu fiq

  13. Beijomeliga
    12 setembro, 2008

    Eu fiquei com um leve nó na garganta e uma vontadezinha de chorar. Tô emo!

  14. Carol Rodrigues
    13 setembro, 2008

    Aiiimm cara, tipo, que essas coisas despertam aquele desejo de ser mãe!

    Cara, sou fã do teu filho!
    =D

  15. Mlle K
    15 setembro, 2008

    Que delicia!

  16. Pingback: Sete «

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 11 setembro, 2008 por em Sem categoria e marcado .
%d blogueiros gostam disto: