Eneaotil

Tendência

Ultimamente só tenho frequentado lugares que me aceitem com minhas calças de moletom. Logo eu que a vida toda defini calças de moletom como vestimentas típicas de um birolho.

Birolho típico

Tudo porque o moletom deixava aquele marca dos joelhos depois de passarmos a manhã toda sentados naquela cadeira dura de madeira da escola. Só não era pior do que quando nossas mães costuravam duas joelheiras de couro para não rasgarmos as calças na educação física.

Quem usava moletom com joelheira de couro era um candidato fortíssimo a apanhar no recreio. Mas a minha mãe não entendia isso porque só via o lado confortável da coisa e, apesar de eu ter uma personalidade descolada e popular morando dentro de mim, durante anos tive que me vestir feito uma birolha.

E, já que você usava calças de moletom para ir à escola, sua tia logo deduzia que você amava aquilo e te presenteava com conjuntinhos Marissol, de moletom que repetia a estampa em cima e embaixo.

Minha vida foi assim por bastante tempo, até eu ser salva pelas calças bailarinas. As calças de helanca viraram febre de Paris a Zona Leste, eram baratinhas, delineavam as minhas pernas finas e era impossível costurar uma tira de couro ali. Só que na primeira passada, mamãe esquecia-se de ajustar a temperatura do ferro e queimava a calça. Aí eu sofria preconceito porque, apesar de ser tendência, ninguém dizia nada na TV sobre o último grito da moda ser calças bailarinas com marcas de ferro na coxa.

**

Acho que o que marca mesmo o nosso envelhecimento nem é a vontade de ficar em casa e a falta de pique para vomitar na calçada depois de uma bebedeira em plena segunda-feira. Durante a minha adolescência, por muitas vezes eu quis ficar reclusa e jogada no sofá.

O que marca mesmo o nosso envelhecimento é o momento em que a gente começa a gostar de calça de moletom. Que a gente assume esse nosso lado birolho, veste uma dessas e vai para o shopping sem medo de tomar um tapa na cabeça no meio do corredor.

No sábado fui a uma loja e voltei com uma sacola de roupas que sofreriam um atentado há 15 anos caso aparecessem em cima da minha cama. Minhas calças jeans tem me dado claustrofobia e tudo que quero agora é minha família, um sofá velho, o colo do meu menino e uma calça que deixe meus joelhos em 3D.

Espero que vocês continuem me amando.

21 comentários em “Tendência

  1. dede
    12 abril, 2010

    Lele, quem ve calca nao ve coracao!

    Birolha ou nao, a gente te adora! ahahaha

  2. nana
    12 abril, 2010

    Amo moletom e mais ainda, ficar em casa de moletom!

    Hoje em dia tem aquelas calças que não sei nem o nome, mas são aparentemente macias, confortáveis e aceitáveis socialmente.

  3. Aline
    12 abril, 2010

    Não tenho calça de moleton…
    São confortáveis e tal, pra ficar em casa e SÓ; porque elas deixam meu bundão ainda maior! huahuahua…
    beijos

  4. Thaís
    12 abril, 2010

    Eu continuo te amando!!! mas só se vc me disse onde comprou aquela preta q tava no sábado!!!(mas acho q não era moletom…era um pouco mais arrumada…) hauhauahauha…adorei! Mas isso não quer dizer q eu seja tão velha qnt vc hein….bejuuusss Thá.

  5. S.A.M
    12 abril, 2010

    Acho que nada como assumirmos nosso lado “birolho” que deixa a vida bem menos complicada! rs

    adorei o post! Beijao!

  6. airo
    12 abril, 2010

    Vai ser dificil, mas vou tentar.

    Ah, vai, pelo menos você não é homem. Homem de moletom é…bizarro.

  7. MarianaMSDias
    12 abril, 2010

    É, foi uma falha incorrigível não mencionar a bunda liiiiinda que só mesmo uma calça de moleton é capaz de moldar… tudo bem, elas são confortáveis pra c*r*lh* e dão aquela sensação de ‘home, sweet home’ que nenhuma outra calça do planeta proporciona!

    E viva a calça de moleton!

  8. Caminhante
    12 abril, 2010

    Comigo isso não tem acontecido com calças e sim com a parte de cima. Antes eu usava tudo o mais apertadinho, acenturado e curtinho o possível. Hoje só quero casacos grandes e folgados. De jeito nenhum ficar com o cofrinho gelado só pra parecer moderninha.

  9. Gabriel Louback
    12 abril, 2010

    “Espero que vocês continuem me amando.”?? agora que eu gosto mais ainda de você! :D

  10. insupor
    12 abril, 2010

    defino minha moda a partir do seguinte parâmetro: sofrerei algum tipo de descriminação de condômino se descer no prédio e buscar pizza com isso?

  11. dona Rose
    12 abril, 2010

    Gente!!!!Nem é tudo isso q ela falou!!!Nunca madei colocar joelheira nos moletons dela, qdo ela era criança…Isso não é verdade!Eu sempre quis q minha menininha se vestisse como menina…mas ela só gostava de uma moda propria q eu chamava “carinhosamente” de molambo girl.Era terrivel…E nesta moda ela incluia poucas calças de moletom, juro!!!Agora, qto às calças queimadas, juro q isso faz bem pouco tempo.E não fui eu…apesar de detestar passar roupa, qdo eu o faço sou muito cuidadosa!E tenho dito!!!!! [:D]

  12. L.
    12 abril, 2010

    Mamãe, mamãe… as coisas não são bem assim! Refrescarei-lhe a memória com fotos de época.

  13. Venenoso
    13 abril, 2010

    aaaaaaaarrrrrrrrght!!!!!

    Minina, e tudo aquilo que te ensinei? E nossas tardes na Zara? Vc tava tão LEENDA menininha!
    Mas confesso…tb tive uma recaída de moleton… no meu blog.
    bjos

  14. Sujeito Macho
    13 abril, 2010

    Eu era taxado de briguento por conta das joelheiras de couro e das orelhas de abano.

    Só que esqueciam que além dessas duas características, eu sempre fui o maior da turma. Então era sempre pra diretoria.

    Mas tudo bem, continuo com orelhas de abano, mas não uso mais o moleton. Se bem que era muito mais gostoso as balas da cantina e o moleton. Do que essa gravata e o café na minha mesa.

    Beijos

  15. Nestor Rafael
    14 abril, 2010

    Cadê vc??? Precisamos de mais posts…

  16. Leo
    20 abril, 2010

    Eu percebo que estou envelhecendo quando paro domingo, à meia noite, para assistir Silvio Santos e me divirto com isso. Ou ainda, quando cito G I joe e meus amigos mais novos power rangers…. tenso.

  17. piscardeolhos
    20 abril, 2010

    só vc pra me lembrar que existia vida antes da calça bailarina.
    eu só não consigo lembrar se a primeira leva delas era de lycra? (bloqueio bloqueio)

  18. Roberta
    20 abril, 2010

    só vc pra me lembrar que existia vida antes da calça bailarina.
    eu só não consigo lembrar se a primeira leva delas era de lycra? (bloqueio bloqueio)

  19. Henrique Miné
    20 abril, 2010

    não sei bem o que dizer, só que encontrei seu blog não sei como e o li inteiro de ontem pra hoje.

    E olha, parabéns. Fazia tempo que eu procurava algo realmente bom pra ler nessa tal de blogosfera.

    Adorei, de verdade! =)

    beeeijos.

  20. @kakah
    22 abril, 2010

    Tenho uma calça de moleton laranja neón que uso pra dormir no inverno.
    Tenho muita vergonha alheia dela.

  21. Bruno
    1 maio, 2010

    Muito bom esse texto! Sofri tudo o que estava descrito!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 12 abril, 2010 por em Sem categoria e marcado .
%d blogueiros gostam disto: