Eneaotil

32

Ela é filha de espanhol.
Ele é uma mistura de turco e português.

Ela tem os cabelos lisos, escorridos.
Ele tem os cabelos cacheados (na verdade, ele quase não tem mais cabelos).

Ela queria aprender a dançar.
A coordenação motora dele é zero.

Ela foi criada subindo em árvores, de pé no chão, na roça.
Ele viveu a vida toda em apartamentos.

Ela come miúdos, fígado e buchada.
Ele não pode nem sentir o cheiro.

Ela morre de vontade de passar um carnaval em Olinda.
Ele gosta de dormir cedo, às 8h da noite.

Ele é espírita.
Ela não acredita muito em religiões, mas faz suas rezas.

Ele é jornalista.
Ela deixou de trabalhar quando os filhos nasceram.

Ninguém cozinha igual a ela.
Ele não sabe nem fritar um ovo.

Ela é ligada no 220v.
Ele é desligado.

Ela gosta de Ramones.
Ele cantava “Te amo, espanhola” pra ela.

Ela nunca pede desculpas.
Ele pede desculpas até quando está certo.

E hoje eles fazem 32 anos de casamento. O Neguinho e a Neguinha – como eles se chamam desde então. A dupla imbatível de campeonatos de Buraco na casa dos vizinhos. O casal impossível que só quem convive, entende. Meus pais. Meu exemplo maior de companheirismo, mesmo com todas as brigas, com todas as panelas de quiabo que já voaram pela casa em momentos de fúria. O começo de tudo. Meu começo. Meu colo. Os dois meios que me fazem uma inteira.

Feliz aniversário de casamento, papai e mamãe. E obrigada por me ensinarem, todos os dias, a acreditar no amor.

39 comentários em “32

  1. Ândi
    7 julho, 2011

    Linda homenagem! Parabéns aos dois, que desse amor geraram essa pessoinha que a gente tanto admira. :)

  2. Eduardo Goldenberg
    7 julho, 2011

    Beijo nos dois, Lelê! Duas belas figuras que, como se não bastasse isso tudo, fabricaram dois grandes seres humanos.

  3. raquel
    7 julho, 2011

    “O começo de tudo. Meu começo. Meu colo. Os dois meios que me fazem uma inteira.” Lindo, lindo! Parabéns pra eles, Leonor! ;)

  4. Marcelo Masili
    7 julho, 2011

    Coisa linda de texto moça. Parabéns, felicidades e muitos e muitos anos a se comemorar aos que ainda creditam que dá pra ser feliz nesse quebra-cabeças de duas peças. Um beijo a todos!

  5. Dona Rose
    7 julho, 2011

    Obrigada, filhinha, pela bela homenagem…Lindo texto! obrigada tb aos seus leitores(Ândi, Edu e Raquel)

  6. rodrigomartin
    7 julho, 2011

    Parabéns pro papai e pra mamãe.
    E pra você que escreveu coisas que eu nem sabia.
    Turco com português? Sério?

  7. Tali Godoy
    7 julho, 2011

    Textos assim nos fazem lembrar que de fato o amor ainda existe e persiste!

    Parabéns aos seus pais.

  8. .mila.
    7 julho, 2011

    Meus pais fizeram 32 anos de casados nesse ano também! E foi impossível não lembrar deles lendo esse seu texto, claro, que alguns detalhes mudam, mas na parte do amor, é assim, simples e lindo.
    É impossivel ter o exemplo que tenho todos os dias, e não acreditar no amor, na compreensão, dedicação, paciência, companheirismo, amizade … é impossivel não querer e tornar o amor possivel. Um amor pra todos os lados …

    Parabens pra eles, Le! :)

  9. Viviane Fortes
    7 julho, 2011

    Esses lindos!!!! Parabéns pra eles e mais 32 anos de amor e companheirismo!

  10. Marcos
    7 julho, 2011

    Parabéns aos dois pelo exemplo, especialmente no mundo de hoje em que já se casa pensando num “Plano B”, caso não dê certo. Parabéns Lelê pelo texto, vc é phoda!

  11. Táta Louzada
    7 julho, 2011

    Lindo… Perfeito… Parabéns ao casal… “Feliz aniversário de casamento, papai e mamãe. E obrigada por me ensinarem, todos os dias, a acreditar no amor”. Estava com saudade dos seus textos… Eles dão uma boa dose de alegria… Ah! Acreditar no amor… É tudo… Daqui nada levamos, apenas o amor no coração… Bejos

  12. Daygo Murakami
    7 julho, 2011

    Que lindo, Leloca!
    Como disse a Deborah no Facebook, meu coração ficou até mais quentinho! =)
    Rodrigo, vc nao sabia??? hahaha

  13. Dona Rose
    7 julho, 2011

    Obrigado filhinha te amo também.

  14. Luiz com Z
    7 julho, 2011

    Ácido + base = sal humano preciosíssimo :)

  15. Yasmin
    7 julho, 2011

    Fofo demais! Demais, demais, demais!

  16. claumartin
    7 julho, 2011

    AMO vocês.

  17. Carol
    7 julho, 2011

    Que lindos!

  18. Marcos Akamine
    7 julho, 2011

    Com o perdao da palavra Lele,Texto do Caraleo…..rs!
    Parabens a seus pais!e a vc pela bela homenagem!
    Beijao!

  19. Guilherme
    7 julho, 2011

    Fico Feliz em ver e ler isso. Parabéns a eles e a você, por tê-los assim. O Amor perdura… E que assim seja.

  20. Thais F F
    7 julho, 2011

    parabéns! Esse casal lindo que fez uma família linda! Quero montar uma família linda assim! Bj thais

  21. Flá Costa
    7 julho, 2011

    ah, que lindo!
    Parabéns pros dois! 32 não é mole não!

  22. Juliana
    7 julho, 2011

    Q lindo texto! Nossa, será que eu faço, pelo menos 23??? rss

  23. Amanda
    9 julho, 2011

    Comecei a ler e por um instante achei que você falava de nós aqui. Espero um dia ter de casamento o que hoje tenho de vida, assim como Sr e Sra Macedo… é tão bom ver que ainda existem exemplos pra gente seguir. Muita luz pra essa família linda Leleca!!

  24. A. Almeida
    10 julho, 2011

    Lindo!!!!!!!!!!!
    Tudo de melhor pra eles.Que possam comemorar outros 32 anos
    Adoro isso aqui.
    Beijos!!!!!!!!!!!!!

  25. erissant
    13 julho, 2011

    (atrasada pra variar…)
    Amo! Os dois!!!!
    E muitos outros felizes aniversários..

  26. kika Ribeiro
    14 julho, 2011

    Linda sua demonstração de afeto. Parabéns pra eles!
    Adoooooooro seus textos!

    beijos,

    Kika

  27. Lucia Freitas
    15 julho, 2011

    LELE!!!!
    emocionei, queridíssima. Beijo atrasado nos dois. Estalado, pode ser?

  28. Natália Sartorio
    20 julho, 2011

    Que fofo! =)

  29. Juliana Freitas
    22 julho, 2011

    Lendo seu texto não pude deixar de me lembrar de “O Casamento dos Pequenos Burgueses”, do Chico. A difereça é que os pequenos burgueses não pareciam tão felizes. ;)
    Felicidades pros seus pais. Que eu consiga imitar! ;)

  30. Aline Cortes
    26 julho, 2011

    Parabéns ao casal mais querido da Pompéia!!!
    bjo grande

  31. naiana
    30 julho, 2011

    ô, lelê

    atualiza mais o blogue, vai! :)

  32. Lilian
    4 agosto, 2011

    Atualiza, mulher!

  33. Michele
    5 agosto, 2011

    Leeee atualiza… a vida tem feito menos sentido sem suas palavras.

  34. Giovanna
    6 agosto, 2011

    Adorava seus textos e seus tweets. Sou timão também. Curto futebol. Vibro com o Corinthians, acho você uma pessoa bacana, me identificava…Sempre entrava aqui apar ler seu blog. Não vim “trolar”, acho até que talvez você tenha feito o comentário que fez assim… sem pensar.
    Mas hoje, bom hoje eu te dei um “unfo”. A garotinha, a filha do Justus… então… ela é só uma criança. Se ela tem uma sindrome ou não e se os pais dela querem ou não falar sobre isso… bom isso não muda em nada o fato de ela ser uma criança. E eu, esperava de você, como mulher e mãe, um pouco mais de doçura com a vida. E um pouco mais de doçura com as orelhas de Minnie. Porque afinal, com sindrome ou não, toda criança TEM O DIREITO DE SER FELIZ! E se você ainda AINDA não se ligou… SER DIFERENTE É SUPER NORMAL! Anormal é tirar sarro as custas de uma foto de uma famíla que pode sim, ser mais feliz e menos sarrista que você. Pisou na bola feio como pessoa e como jornalista. Fim

  35. luciano
    8 agosto, 2011

    o blog acabou mesmo, né?

  36. subversiva
    9 agosto, 2011

    Giovanna: precisa ter muito saco pra ter um blog e aguentar dedo na cara de quem acha que te conhece.

  37. Giovanna
    9 agosto, 2011

    Eu não ACHO que te conheço. Eu não te conheço MESMO! Eu era LEITORA sua. Não sou idiota de achar que sou intíma por que leio seus textos. O que eu acho é que a partir do momento que vc é reporter e tem 4854 seguidores no Twitter vc vira formadora de opinião. Tenho uma deficiente em casa e se ela quiser meter 5 pares de orelha e ser feliz vou amar. Só não quero gente COMO VOCÊ enfiando o dedo na cara de seres humanos lindos como ela só porque seu “humor negro” achou bacana. É uma criança Leonor!! UMA CRIANÇA!!!! Não é engraçado!!!! Você escreve para uma das revistas mais bacanas do país cara!!! Não precisa ficar levantando bandeira a favor de nada mas zuar e tirar saro de quem mais precisa de apoio é muito triste!!! Foi mancada saca? Eu NUNCA NUNCA entrei no blog de ninguém para reclamar mas achei muito ofensivo sabe? Cara, ela é mãe!!! MÃE!!! Entende?? A filha dela é LINDA para ela! Não acho certo! Não mesmo.

  38. subversiva
    10 agosto, 2011

    Não sou repórter. Não sou formadora de opinião. Muito menos no Twitter onde eu, assumidamente, só falo merda. Não é um twitter profissional. Lá eu tiro uma até da cara do meu próprio filho. Quem não entendeu nada foi você, Giovanna. Não tenho absolutamente nada contra deficientes. Nem sabia que a menina era deficiente, por sinal. Inclusive os pais da pequenina vivem negando isso. Mas se te ofendi por brincar com as orelhas em uma criança, peço desculpas.

  39. Giovanna
    10 agosto, 2011

    100% desculpada. sim, vc forma opinião. olha que legal! sério! pense nisso! =)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 7 julho, 2011 por em Sem categoria.
%d blogueiros gostam disto: